Contra isolamento e defensor da cloroquina, Senador morre de Covid-19

Morreu na noite desta quarta-feira (21) o senador Arolde de Oliveira (PSD-RJ), aos 83 anos, em decorrência da Covid-19. A informação foi divulgada pela família em suas redes sociais.

 

Arolde, que é o primeiro congressista brasileiro em exercício a morrer em decorrência da Covid-19, foi deputado federal por nove mandados consecutivos e acabou eleito senador pelo Rio de Janeiro nas eleições de 2018, junto com o filho do presidente Jair Bolsonaro, Flávio (Republicanos), que o homenageou em suas redes: “Um grande guerreiro se foi!!!

 

Em abril deste ano, Arolde, que era um aliado do presidente Jair Bolsonaro, fez postagens em seu Twitter defendendo o uso da cloroquina no tratamento contra a covid-19. O senador também criticou o isolamento social, a que chamou de “inutilidade”, disse que o coronavírus era um “vírus chinês” e atacou as autoridades que recomendavam o isolamento, chamando-os de “alarmistas por conveniência”.

 

Em agosto, Arolde questionou o número de óbitos no Brasil pela covid-19, chamando de “efeito covidão”, em comparação ao número total de óbitos no país em 2019, afirmando que “muita gente vai responder por crime de corrupção e até de homicídio”. (Com informações da IstoÉ)

 

Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

 

Compartilhar agora
X