Conheça o Maracatu Beira-Rio, que trabalha com recursos próprios na região e é considerado um dos grupos de cultura popular mais bonitos de PE

O Maracatu Beira-Rio, apadrinhado pela Nação do Maracatu Porto Rico, do Recife, traz o Maracatu de Baque Virado, ou Maracatu Nação, uma manifestação secular da cultura popular brasileira, afrodescendente, para o Vale do São Francisco. Eles serão uma ponte entre o litoral e o sertão, expandindo a cultura do maracatu em Petrolina, na cidade irmã, Juazeiro, e em todos os lugares onde possam ecoar os nossos tambores.

 

 

Embora não exista uma ligação direta com as religiões de matriz africana, a exemplo do que ocorre com as Nações de Maracatu, o nome Beira-Rio assume uma rica simbologia, que envolve tanto a geografia do seu local de fundação como também elementos religiosos. Beira-Rio faz referência ao Rio São Francisco, o rio que garante o sustento e o progresso de todas as suas populações ribeirinhas, desde pequenos povoados até grandes centros urbanos, a exemplo do polo Petrolina-Juazeiro, maior conglomerado humano do semiárido nordestino.

 

No universo das religiões de matriz africana, Beira-Rio é uma das qualidades do Orixá Ogum (Ogum Beira-Rio), que no sincretismo religioso afro-brasileiro corresponde a São Jorge, um dos santos mais venerados no catolicismo.

 

 

O Maracatu Beira-Rio nasce como um grupo de cultura popular, mas assume outras dimensões, na medida em que se propõe a cumprir uma função social importante: a de contribuir com a formação, especialmente cultural e artística, de crianças e adolescentes, com ênfase na valorização e no resgate das raízes africanas da nossa sociedade.

 

Em razão disso, o local escolhido para hospedar o Maracatu foi a Escola Municipal Professor Nicolau Boscardin, situada no bairro Fernando Idalino Bezerra. A crença no poder da música e de toda a cultura de resistência que envolve o maracatu, e no seu imenso potencial benéfico para o desenvolvimento emocional e cognitivo dessas crianças e adolescentes será, portanto, o combustível que manterá vibrante e dará vida longa ao Beira-Rio.

 

 

 

Compartilhar agora
X