Chega ao Brasil pílula oral contra a diabetes e que também ajuda a emagrecer

Uma nova categoria de medicamento para tratar o diabetes tipo 2 chega ao mercado essa semana. É a semaglutida, droga em pílulas que imita o hormônio natural GLP-1, e que foi aprovada pela Anvisa em 2020, mas só ficou disponível nos últimos dias. Sob o nome comercial Rybelsus, o remédio terá ação semelhantes ao medicamento aplicado via intravenosa, sendo uma opção oral eficaz para pacientes com quadros descontrolados da doença.

 

A semaglutida é um peptídeo que otimiza a produção de insulina no sangue e reduz o as movimentações no estômago, induzindo a sensação de saciedade. O mais interessante dessa classe de fármacos é que diminui os riscos de eventos cardiovasculares em pacientes diabéticos, que também passaram por infarto ou Acidente Vascular Cerebral (AVC). O remédio também ajudará a diminuir o desconforto de pacientes que relação às injeções semanais.

 

Com o lançamento sob o nome de Rybelsus, a semaglutida passa a ter uma segunda versão, de mais fácil uso, mas propriedades semelhantes ao medicamento aplicado por injeções. Seus desenvolvedores acreditam que, ao retirar a necessidade do uso de agulhas, a adesão ao tratamento aumentará. Desde que chegou ao país, a versão injetável do medicamento passou a ser utilizada em laboratórios médicos como aliada na redução de peso. O único efeito adverso apontado, em alguns casos, são náuseas e vômito.

 

foto: Pixbay

Compartilhar agora
X