Brasil poderá ser incluído na última fase de testes de mais uma vacina contra a covid-19

O Brasil deverá ser incluído na lista de países que receberão a terceira fase de testes da vacina da empresa alemã de biotecnologia BioNTech e da farmacêutica americana Pfizer Inc contra a covid-19. As empresas anunciaram nesta segunda-feira (27) que vão começar a nova fase de testes em milhares de voluntários.

 

O estudo deve incluir cerca de 120 locais por todo mundo, incluindo o Brasil, e poderá envolver até 30 mil participantes. Somente regiões muito afetadas pela covid-19 devem participar da terceira fase. No país, os testes devem ocorrer em São Paulo e em Salvador. Se o estudo for bem-sucedido, as empresas poderão submeter a vacina à aprovação regulatória já em outubro, encaminhando uma possível produção de até 100 milhões de doses até o final de 2020 e 1,3 bilhão até o final de 2021.

 

Cada paciente recebe duas doses do protótipo da vacina para ajudar a impulsionar a imunidade. Dessa forma, as primeiras 100 milhões de doses vacinariam, então, cerca de 50 milhões de pessoas.

 

Vale ressaltar que, além da vacina da BioNTech/Pfizer, outras 4 estão na fase 3 de testes em humanos, segundo dados mais recentes, de 27 de julho, da Organização Mundial de Saúde (OMS). São elas:

– a vacina de Oxford, que também tem testes sendo feitos no Brasil;
– a CoronaVac, vacina da chinesa Sinovac, outra que está sendo testada em solo brasileiro;
– a chinesa da Sinopharm, sendo testada em Wuhan, na China e também em Pequim;
– a da farmacêutica americana Moderna, que entrou em testes avançados nos Estados Unidos na segunda-feira (27).

Compartilhar agora
X