Bolsonaro diz que pode retomar horário de verão, se maioria da população quiser

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, nesta segunda-feira (2), que o horário de verão pode ser retomado, caso a maioria da população apoie a medida. “Se comprovou, realmente, que não aumentava o consumo de energia, que era o ponto focal, principal, da existência do horário de verão. E até o momento, eu vejo que continua a maioria da população contrária ao horário de verão. Se a maioria mudar de posição, eu sigo a maioria. Sou democrata, sigo a maioria”, disse Bolsonaro em entrevista à rádio ABC, do Rio Grande do Sul.

 

“No momento, não tem clima, apoio popular para a gente voltar o horário de verão. O meu relógio biológico altera, é difícil se adaptar. Se a maioria da população quiser a volta, eu posso fazer isso daí. Vocês podem fazer uma pesquisa aí numa rádio e ver como fica a vontade popular”, sugeriu Bolsonaro, que extinguiu o horário especial em seu primeiro ano de governo, argumento que não havia benefício econômico.

 

Querem retorno – Em julho, Entidades do setor de turismo e de restaurantes enviaram um documento a Bolsonaro pedindo o retorno do horário de verão ainda em 2021. Os empresários explicam que o horário de verão impacta positivamente nos negócios porque adiciona uma hora para receber turistas e clientes, apesar de não ter grande impacto no consumo de energia. As companhias afirmaram que a extensão do horário das atividades poderia contribuir para a retomada dos negócios dos setores de turismo, bares e restaurantes.

 

foto: Alan Santos/PR

Compartilhar agora
X