Bolsonaro assina MP que libera R$ 20 bilhões para compra de vacinas; Pazuello fala em 24,7 milhões de vacina em janeiro

O presidente Jair Bolsonaro assinou hoje (17) uma medida provisória que libera R$ 20 bilhões para a compra de vacinas contra a covid-19. A edição da MP foi feita na cerimônia de posse do novo ministro do Turismo, Gilson Machado, no Palácio do Planalto. A Secretaria-Geral da Presidência explicou que o valor cobrirá as despesas com a compra das doses de vacina, seringas, agulhas, logística, comunicação e todas as despesas que sejam necessárias para vacinar a população. O montante não é destinado a nenhuma vacina específica e poderá ser utilizado conforme as necessidades do Ministério da Saúde.

 

Já o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou que prevê receber 24,7 milhões de doses de vacina contra a Covid-19 em janeiro, 37,7 milhões em fevereiro e 31 milhões em março, considerando a produção de vacinas de três laboratórios: AstraZeneca (vacina de Oxford), Instituto Butantan e Pfizer.

 

Além das negociações com os três laboratórios, há o consórcio Covax Facility, coordenado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), e que disponibilizará aos países membros vacinas à medida que forem aprovadas para uso, independente do desenvolvedor.

Compartilhar agora
X