ARTIGO: Home Office e a mudança de rotina na quarentena por Iasmin Duarte

A pandemia da Covid-19 fez com que a nossa rotina mudasse e neste cenário, a casa se tornou mais do que um refúgio, se transformou em local de trabalho. E neste momento tão desafiador, acho importante avaliarmos sobre como nos sentimos em casa, se as escolhas que fizemos são essenciais, funcionais e refletem a nossa personalidade. Acredito que a permanência prolongada em nossas casas deixará mais evidente o que é positivo, agradável e o que não funciona.

 

Quando trabalhamos oito horas ou mais em home office conseguimos avaliar detalhes que antes passavam despercebidos, como a cadeira que não é tão confortável, a iluminação e acústica do quarto que não é boa. E como encarar a rotina de home office dentro de nossa própria residência?

 

Confira cinco dicas para te ajudar a ter um espaço de trabalho mais eficiente:

 

1. Espaço

 

É imprescindível avaliar qual ambiente da casa te agrada mais na hora de trabalhar, levando em consideração o tempo de uso e o espaço disponível. Seja na sala ou até mesmo no quarto, importante é ser um lugar em que a pessoa se sinta produtiva e motivada, dessa forma será mais fácil manter-se concentrado.

 

2. Iluminação

 

Uma boa iluminação ajuda na concentração e a não forçar os olhos, sendo imprescindível paro o home office.

 

 

Ela pode ser natural com uma bancada próximo à janela, garantindo luminosidade e ventilação, ou não, optando por uma luminária de mesa, arandelas, fitas de led em prateleiras sobrepostas, ou até mesmo um pendente sobre a mesa. A escolha da luz também interfere, por isso o ideal é optar por uma luz branca morna, em torno de 3000K, pois além de iluminar de forma eficiente, traz aconchego e tranquilidade ao ambiente. A lâmpada com luz branca fria também pode ser utilizada, ajuda a manter o foco mas precisa ter cuidado com a quantidade e utilizar com cautela.

 

3. Mobiliário e ergonomia

 

Para apoiar todos os equipamentos necessários, a bancada fixa na parede é a melhor opção, mas caso seja necessário utilizar a mesa, que ela possa ser encostada na parede. As dimensões para bancadas e mesas são influenciadas de acordo com os eletrônicos como notebook ou desktop e a quantidade de livros e documentos que serão armazenados.

 

Para melhor ergonomia, ideal que a bancada tenha uma altura e profundidade onde seja possível apoiar o cotovelo para não forçar o ombro e a coluna, na questão profundidade, 50cm para notebook ou 60/70cm para quem trabalha com desktop. Ter 80 cm para as pernas é um tamanho ideal e a cadeira deve ser confortável e ter um bom apoio, dando preferência as cadeiras giratórias com rodinhas, que garante mais liberdade na movimentação.

 

4. Decoração

 

A casa em todo seu contexto precisa ter a personalidade dos seus moradores e os detalhes fazem toda a diferença para os ambientes, inclusive para o ambiente de trabalho.

 

Podemos utilizar quadros, placas decorativas, mural para lembretes, fazer aplicação de um papel de parede ou até mesmo pintar a parede com uma cor nova. Na bancada ou mesa, podemos utilizar bandejas, vasos e organizadores criativos para deixar todos os itens de uso em ordem e com estilo.

 

5. Estímulos visuais

 

Além de renovar a decoração do espaço para o home office, adotar cores estratégicas que podem estimular a produtividade, como o azul, que promove a confiança, o verde, a criatividade e o vermelho, a ação.

 

 

Podemos utilizar as cores em paredes, objetos e mobiliário móvel, lembrando que os tons frios deixam o espaço com atmosfera mais tranquila e relaxante, e os tons terrosos, mais sóbrio e sofisticado.

 

Manter no mural de lembretes além de uma lista de prioridades diárias e objetivos, frases motivadoras, fotos e recordações com memória afetiva, trazem um estímulo positivo e de bem-estar para entrar no modo produção.

 

Por Iasmin Duarte
74 98848-2664
@iasmimduartearq
Escritório na Adolfo Viana, em Juazeiro.

Compartilhar agora
X