Após saída de vice-reitor, dois pró-reitores da Univasf também são exonerados

Após a renúncia do então vice-reitor da temporário da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), Valdner Dazio Ramos Clementino, no último dia 14, mais dois pró-reitores foram exonerados do cargo. As publicações com as exonerações de Manoel Messias Alves de Souza do cargo de Pró-Reitor de Ensino, e de Deranor Gomes de Oliveira, Pró-Reitor de Extensão, foram publicadas ontem (20).

 

Em nota, o atual reitor temporário, Paulo Cesar Fagundes, disse que “seguimos convictos e buscando uma reestruturação da equipe incorporando atores capazes e competentes, voltados e comprometidos com as demandas institucionais e com disposição para o diálogo e articulação institucional com um espírito arrefecedor de ânimos políticos para que possamos vencer os desafios institucionais acadêmicos, administrativos e políticos, que se somam àqueles impostos pela pandemia e que tanto impactaram e ainda impactarão nossa rotina institucional”.

 

De acordo com membros do Conselho Universitário da Univasf, os dois exonerados são apoiadores do processo judicial em andamento. A Univasf está com uma gestão temporária desde abril de 2020, quando o reitor eleito, Telio Nobre Leite, foi impedido de assumir o cargo após uma das chapa que perdeu o pleito ingressar com ação judicial. Desde então, devido a uma liminar, o processo de nomeação segue parado na segunda instância, aguardando o julgamento de mérito pela Justiça Federal de Petrolina.

Compartilhar agora
X