Após perder patrocínios por fala homofóbica, Sikêra Jr. se desculpa: “Me excedi”

“Me excedi!”. Após perder diversos patrocinadores após sua fala homofóbica na última semana em seu programa nacional, o apresentador Sikêra Júnior pediu desculpas ao vivo nesta terça-feira (29). Ele se pronunciou sobre o caso, pediu desculpas, mas reafirmou que a campanha da Burger King usou crianças para promover a diversidade.

 

“Eu preciso reconhecer que me excedi, no calor do comentário, defendendo a inocência de crianças que eu sempre defendi. Posso ter usado palavras que me arrependo, sou humano. Errei, erro e vou errar. Como pai e avô, não posso me calar quando vejo crianças sendo usadas como peças publicitárias para venderem ideologias. Eles precisam brincar, estudar e serem crianças”, disse o apresentador que complementou que costuma tratar todas as pessoas com carinho, independentemente de orientação sexual, religião ou cor de pele.

 

Sikêra sofreu forte pressão pública após chamar, durante o programa de sexta-feira (25), os homossexuais de “raça desgraçada”. Somente nesta terça-feira, sete contratos foram rompidos, incluindo BMW, Blindex, Seara, capitaneados pela página Sleeping Giants Brasil – que se apresenta como “um movimento de consumidores contra o financiamento do discurso de ódio e das Fake News”.

 

“A você que se sentiu ofendido, eu lhe peço perdão. Extrapolei como nunca e continuo contra o que vi no comercial. Mas como pai de família e homem de bem, o que posso fazer neste momento é pedir perdão”, concluiu. O Ministério Público Federal decidiu ajuizar uma ação civil pública contra o apresentador por declarações homofóbicas.

Compartilhar agora
X