Após estupro, criança de 10 anos engravida e levanta discussão sobre o aborto, entenda:

Uma criança de 10 anos foi estuprada e engravidou no Espírito Santo. O caso que ganhou repercussão nacional, tem o tio, de 33 anos, como suspeito, que foi indiciado pelo crime e está foragido. De acordo com a Polícia Civil, a criança era vítima de estupros havia quatro anos, e o caso chegou ao conhecimento da polícia no dia 8 deste mês, quando ela deu entrada num hospital público da cidade de São Mateus, a 220 km de Vitória, com suspeita de gravidez.

 

A Justiça Brasileira autorizou o aborto da criança no último sábado (15) e a mesma foi internada para fazer o procedimento: “Seja realizada a imediata análise médica quanto ao procedimento de melhor viabilidade para a preservação da vida da criança, seja pelo aborto ou interrupção da gestação por meio do parto imediato”.

 

Só que o hospital em que ela estava internada se recusou a realizar o procedimento com a alegação de que “a idade gestacional não está amparada pela legislação vigente” que permite o aborto no país. De acordo com o documento, obtido pela reportagem do G1, a menina está com 22 semanas e quatro dias de gestação. Porém, segundo o juiz do caso, a norma “assegura que até mesmo gestações mais avançadas podem ser interrompidas, do ponto de vista jurídico, aduzindo o texto que é legítimo e legal o aborto acima de 20-22 semanas nos casos de gravidez decorrente de estupro, risco de vida à mulher e anencefalia fetal”.

 

Neste domingo (16), a menina teve que sair do hospital e ir para outra unidade de saúde, fora do seu estado, para conseguir realizar o aborto. Em paralelo a isso, um  grupo realiza um manifesto em defesa da vida do bebê, encabeçada pela ativista Sara Winter, que inclusive divulgou o nome e o endereço do hospital onde a criança estava internada para que integrantes do grupo fossem até o local: “Rezem, de joelhos no chão agora” disse Sara no twitter.

 

Este manifesto tem sido criticado nas redes sociais e inclusive por artistas como Bruna Marquezine, que disparou: “Não tem nenhum religioso na porta da delegacia a prisão do monstro criminoso que estuprou a sobrinha e está foragido?!”

 

Veja vídeo do protesto:

 

 

Ver essa foto no Instagram

 

Após estupro, criança de 10 anos engravida e levanta discussão sobre o aborto, entenda: ⠀ Este caso que aconteceu no ES, que ganhou repercussão nacional, tem o tio, de 33 anos, como suspeito e está foragido. De acordo com a Polícia Civil, a criança era vítima de estupros havia 4 anos, e o caso chegou ao conhecimento da polícia no dia 8 deste, quando ela deu entrada num hospital com suspeita de gravidez. ⠀ A Justiça autorizou o aborto no último sábado (15): “Seja realizada a imediata análise médica quanto ao procedimento de melhor viabilidade para a preservação da vida da criança, seja pelo aborto ou interrupção da gestação por meio do parto imediato”. ⠀ Só que o hospital em que ela estava internada se recusou a realizar o procedimento com a alegação de que “a idade gestacional não está amparada pela legislação vigente” que permite o aborto no país. De acordo com o documento, obtido pela reportagem do G1, a menina está com 22 semanas e 4 dias de gestação. Porém, segundo o juiz do caso, a norma “assegura que até mesmo gestações mais avançadas podem ser interrompidas, do ponto de vista jurídico, aduzindo o texto que é legítimo e legal o aborto acima de 20-22 semanas nos casos de gravidez decorrente de estupro, risco de vida à mulher e anencefalia fetal”. ⠀ Neste domingo (16), a menina teve que sair do hospital e ir para outra unidade de saúde, fora do estado, para conseguir realizar o aborto. Em paralelo, um grupo realiza um manifesto em defesa da vida do bebê, encabeçada pela ativista Sara Winter, que inclusive divulgou o nome e o endereço do hospital onde a criança estava internada para que integrantes do grupo fossem até o local: “Rezem, de joelhos no chão agora” disse Sara no twitter. ⠀ Este manifesto tem sido criticado nas redes sociais e inclusive por artistas como Bruna Marquezine, que disparou: “Não tem nenhum religioso na porta da delegacia a prisão do monstro criminoso que estuprou a sobrinha e está foragido?!” ⠀ VEJA NESTE POSTAGEM, VÍDEO DO MANIFESTO

Uma publicação compartilhada por www.portalzap.com (@portalzap) em

Compartilhar agora
X