Após acusação de “fura-fila” na vacinação em Juazeiro, prefeitura se manifesta

Na noite desta terça-feira, dia 02, o vereador Alex Tanuri (PP) denunciou, em matéria publicada na RedeGN, que o cidadão Ediclei Pinheiro de Brito, popular Bolô, estaria furando a fila da vacinação contra a covid-19 em Juazeiro.

 

Segundo Tanuri, “Ediclei não foi nomeado ainda servidor municipal e estaria cometendo crime ao furar a fila da vacinação. Soubemos que ele está respondendo pela coordenação da Vigilância Sanitária, sem, contudo, ter sido nomeado” Para o vereador, a gestão em Juazeiro comete dois crimes graves: “O Secretário de Saúde não é da linha de frente e, portanto, não pode tomar a vacina, quanto mais o coordenador da Vigilância Sanitária que ainda não foi nomeado. Estarei encaminhando ambas as denúncias para o Ministério Público nesta quarta-feira” concluiu o parlamentar.

 

Diante da polêmica, a prefeitura de Juazeiro se manifestou e emitiu um esclarecimento, veja abaixo:

 

A Secretaria de Saúde de Juazeiro esclarece que o enfermeiro Ediclay Pinheiro de Brito foi nomeado como gerente da Vigilância Sanitária no dia 1º de fevereiro, conforme documentos do setor de Recursos Humanos protocolados no dia 29 de janeiro de 2021.

 

Por questões burocráticas, a publicação da nomeação não saiu no Diário Oficial do Município do mesmo dia da nomeação, o que já foi resolvido pela Procuradoria.

 

Quanto à vacinação do servidor, sendo ele profissional de saúde, no desempenho da sua função de gerente da Vigilância Sanitária participa do processo de fiscalização em estabelecimento de saúde, tem contato com o público de estabelecimentos de saúde, recebe em seu local de trabalho, técnicos de estabelecimentos de saúde, bem como os fiscais que são fontes diretas de contaminação, provocando a chamada contaminação cruzada”.

Compartilhar agora
X