Anvisa recebe pedido para uso emergencial da Coronavac

O Instituto Butantan formalizou na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) pedido para uso emergencial da Coronavac, vacina contra a Covid-19 desenvolvida em parceria com a chinesa Sinovac, nesta sexta-feira (8/1). Em nota, a Anvisa informa que “já iniciou a triagem dos documentos presentes na solicitação e da proposta de uso emergencial que o laboratório pretende fazer”.

 

“As primeiras 24h serão utilizadas para fazer uma triagem do processo e checar se todos os documentos necessários estão disponíveis. Se houver informação importante faltando, a Anvisa pode pausar o prazo e solicitar as informações adicionais ao laboratório”, segue o texto da agência.

 

De acordo com o Governo de São Paulo, ao qual o instituto é ligado, o processo já havia sido iniciado na manhã de quinta-feira (7/1), quando o Butantan apresentou à agência os dados de eficácia da vacina nos testes feitos no Brasil. De acordo com o órgão, o imunizante tem eficácia de 78% para casos leves e houve proteção contra casos graves, internações e mortes em 100% dos voluntários que receberam a vacina.

Compartilhar agora
X