Alerta: Petrolina fecha semana com recorde de casos de covid-19, contabiliza pesquisa da Facape

Petrolina fechou a semana com um recorde no número de casos de covid-19: um total de 652, aponta estudo da Facape. Segundo atualização do boletim covid-19, comandado pelo professor e pesquisador, João Ricardo Lima, o pico da pandemia até então era o período entre 27 de julho e 02 de agosto, com 487 novos casos, e a semana seguinte, entre 03 de agosto e 09 de agosto, com 485 casos. Para o pesquisador, o grande agravante do aumento de casos na cidade ocorre devido ao período eleitoral.

 

Segundo aponta a pesquisa, a flexibilização ocorreu de forma “incorreta e apressada”, sem medir os impactos de cada etapa de abertura e sem a realização de um processo de conscientização da população, que ficou com a impressão de que a pandemia tinha sido controlada. Desde então, as pessoas que deixaram o isolamento, se aglomeraram e não seguiram mais à risca os protocolos de prevenção. Além disso, o processo eleitoral, “feito de forma totalmente irresponsável pelos políticos” também agravou a situação da pandemia, diz o estudo, que fala ainda que as autoridades demoraram muito para impedir as carreatas e passeatas.

 

Petrolina nunca teve tantos casos ativos, o número atual supera os 2.000 casos. A cidade já chegou a ter apenas 621 casos, no dia 06 de setembro. Para o pesquisador João Ricardo, esses são erros na condução da pandemia que poderiam ter sido evitados. “A população erra ao reduzir os cuidados e os empresários também erram, quando visam lucro e permitem ter uma quantidade muito grande de pessoas em seus estabelecimentos comerciais e mesas de bares e restaurantes, mesmo sendo a céu aberto”, diz o estudo.

Compartilhar agora
X