Agropecuária foi o único setor que cresceu no PIB de 2020; Saiba mais:

Em ano de fortes perdas geradas pela pandemia do coronavírus, a agropecuária foi o único dos três grandes setores da economia (serviços e indústria) que cresceu em 2020.

 

Em relação a 2019, o segmento avançou 2%, em meio ao tombo recorde de 4,1% do Produto Interno Bruto (PIB), mostram dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira (3). Com este resultado, a agropecuária aumentou a sua participação no PIB brasileiro de 5,1% em 2019, para 6,8% em 2020.

 

Segundo o IBGE, essa alta ocorreu pelo crescimento e ganho de produtividade das lavouras, com destaque para a soja (7,1%) e o café (24,4%), que alcançaram produções recordes na série histórica. Por outro lado, no 4º trimestre de 2020, em relação a igual período de 2019, o agro teve variação negativa de 0,4% por perdas em culturas como a laranja (-10,6%) e o fumo (-8,4%).

 

 

Produtores e economistas consultados pela matéria produzida pelo G1 afirmam que os fatores ajudaram a impulsionar o agro em 2020 foram:

 

– A safra recorde de grãos de 257,8 milhões de toneladas em 2019/2020;

 

– Investimento dos produtores em pacotes tecnológicos avançados – sementes, defensivos, fertilizantes e rações de maior qualidade;

 

– Clima favorável;

 

– Demanda externa aquecida – receio de desabastecimento de alimentos por causa do fechamento de fronteiras impulsionou importações dos países. E Brasil é um grande exportador do setor;

 

– Agro foi considerado uma atividade essencial durante a pandemia para evitar falta de mantimentos;

 

– Auxílio emergencial aqueceu a demanda interna;

 

– Valorização do dólar em relação ao real impulsionou exportações do agro;

 

– Recomposição do rebanho suíno chinês após peste suína africana puxou vendas de soja e milho do Brasil – grãos viram ração para os animais;

 

-Aumento da produção e exportação de carnes.

Compartilhar agora
X