AGRO: Exportação de manga bate recorde em 2020 e Vale do São Francisco é responsável por 87% do total, saiba mais:

A exportação de mangas do Brasil bateu recorde em 2020, alcançando US$ 246,9 milhões em vendas, valor 10% superior ao ano anterior, segundo o Observatório do Mercado de Manga da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Semiárido (Embrapa – PE).

 

O cenário positivo foi consequência da diminuição da produtividade da fruta em países concorrentes, como a Espanha, da expansão do mercado norte-americano e da taxa de câmbio, que estava favorável aos produtores, segundo a instituição.

 

 

No total, 243,2 mil toneladas de manga foram embarcadas, gerando em volume um crescimento de 13% em relação a 2019 e se mantendo acima da média durante todo o ano. De acordo com a Embrapa, entre junho e dezembro ocorreram os volumes máximos registrados para o período nos últimos oito anos.

 

Entre as variedades, se destacaram a Kent, Keitt e Palmer nas vendas para a Europa e a Tommy Atkins, para os Estados Unidos.

 

Apenas a região do Vale do São Francisco é responsável por 87% do total exportado, com 212,2 mil toneladas. Na região, a área plantada em 2020 alcançou 49 mil hectares, se tornando a maior do país, segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da Universidade de São Paulo (Cepea/USP).

 

Ainda assim, a maior parte da produção de manga no Brasil vai para o mercado interno. Considerando a região do Vale do São Francisco, somente cerca de 15% da fruta foi exportada. (G1)

Compartilhar agora
X