149 casos de abuso infantil foram registrados em Petrolina, em 2022

De janeiro a novembro deste ano foram registrados 149 casos de abuso infantil, 61 casos de negligência, 10 casos de trabalho infantil e 10 casos de exploração infantil. Os dados são do Centro de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS/Petrolina.

 

“Durante o mês de novembro nós continuamos com o projeto ‘Maior cuidado com nossas crianças’, que zela pela continuidade dos trabalhos do combate ao abuso e exploração de crianças e adolescentes e trabalho infantil, também. Nós fizemos diversas ações, a começar pelas feiras, quinzenalmente, a equipe do CREAS procura as feiras de Petrolina para fazer essa abordagem social de crianças e adolescentes, tanto de abuso, exploração, trabalho infantil. E uma grande ação que realizamos de vinte e um a vinte e cinco de novembro nos espaços públicos, praças. E tivemos cento e setenta e oito abordagens sociais, alguns casos de abusos, de exploração, outros casos de negligência, também de trabalho infantil, e todas essas famílias que foram abordadas estão sendo acompanhadas pelo equipamento do CREAS”, relatou Francinete Panta Nery, secretária executiva de políticas públicas da assistência social da SEDESDH.

 

O atendimento para estas causas funciona, normalmente, das 7h às 17 horas, mas também foram feitas abordagens noturnas no período. Ainda de acordo com ela, quando a equipe de abordagem social recebe muitas denúncias de pontos focais, seja em abuso, negligência, exploração ou até mesmo situação de rua são programadas atividades noturnas, em parceria com a Vara da Infância, com o Conselho Tutelar e outros diversos órgãos. Tudo isso para que o grupo saia às ruas de Petrolina sensibilizando a comunidade da importância da denúncia.

 

A secretária executiva da SEDESDH também falou quais são as próximas ações para 2023. “Nosso planejamento de dois mil e vinte e três terminamos ontem, reunimos todas as equipes, CREAS, CRAS, Centro POP e todas as equipes da assistência social. E já estamos planejando para durante todo o ano de 2023 todo esse serviço de abordagem em feiras livres, espaços públicos e nos pontos de maiores vulnerabilidades”, finalizou Francinete.

 

Para denunciar casos de abuso infantil, qualquer pessoa pode entrar em contato através do telefone do CREAS, (87) 3861-5371 ou para o contato de Abordagem Social, (87) 988387979 ou pelo Disque 100.

 

Com informações: G1 / Foto: Shutterstock

 

Compartilhar agora