Portal Zap - Juazeirense faz grande jogo diante do Vasco, mas erro de juiz, tira o Cancão da Copa do Brasil






Juazeirense faz grande jogo diante do Vasco, mas erro de juiz, tira o Cancão da Copa do Brasil
Veja mais:
publicada em 06/02/2019

Era o jogo do ano. O objetivo era vencer o Vasco e buscar uma classificação inédita à segunda fase da Copa do Brasil. A missão não era fácil, mas a Juazeirense mostrou garra, disposição e jogou de igual para igual com o time carioca, que joga a elite do futebol brasileiro. O empate em 2x2 não foi suficiente para classificar o Cancão, mas deixou os torcedores orgulhosos na arquibancada do Adauto Moraes. O segundo gol vascaíno saiu após um pênalti duvidoso.

CONFIRA TODAS AS FOTOS AQUI

O Cancão começou a partida a mil e sufocou o Vasco nos primeiros minutos. Na primeira oportunidade, Gustavo Balotelli recebeu na entrada da área e chutou para fora. Nem deu tempo para lamentar a chance perdida e o Cancão chegou novamente. Rogerinho conseguiu enfiar uma bola na medida pra Hugo. O atacante saiu na cara de Fernando Miguel, mas bateu mal e o goleiro ficou com a bola. E o camisa 10 da Juazeirense estava a fim de jogo. Rogerinho pegou a sobra de uma bola na entrada da área e arriscou. Fernando Miguel fez uma bela defesa.

Depois de perder boas oportunidades, o Cancão acabou castigado. Bruno César lançou Cácere, que chegou na linha de fundo e cruzou. Após confusão na área, Yan Sasse ficou livre para vencer Douglas Pires e abrir o placar aos 12 minutos da primeira etapa.

O Cancão não se abalou e continuou pressionando o time carioca. Gustavo Balotelli teve boa oportunidade de cabeça, mas jogou para fora no finalzinho do primeiro tempo. “Perdemos algumas oportunidades. Jogo equilibrado, não pode acontecer isso. Vamos procurar fazer os gols no segundo tempo, porque o jogo está duro, está aberto”, resumiu o atacante Hugo ao final do primeiro tempo.

O jogo estava realmente aberto. O Cancão iniciou o segundo tempo assim como o primeiro, pressionando o adversário. Hugo recebeu bola dentro da área e bateu firme, exigindo boa defesa do goleiro vascaíno. Na sequência, o Cancão chegou ao merecido empate. Gustavo Balotelli fez grande jogada pela ponta esquerda, driblou Cáceres e bateu colocado, sem chances para Fernando Miguel. Gol que levantou as arquibancadas do Adauto Moraes.

Com problemas nos refletores, a partida ficou parada por 25 minutos. Nada que esfriasse o ímpeto do Cancão na partida, que precisava de mais um gol para se classificar. Quando a bola voltou a rolar, o Cancão seguia apertando o ritmo e tentando encontrar o caminho do gol.

E o gol saiu para delírio do Adauto Moraes. Balotelli foi puxado na área. Pênalti bem marcado. Na cobrança, o artilheiro Nino Guerreiro fez o que o manual manda: bola de um lado e goleiro do outro. Virada do Cancão e vaga na segunda fase da Copa do Brasil mais próxima.

O problema é que o Vasco chegou ao segundo gol e acabou com o sonho do Cancão de avançar. O juiz viu pênalti de Maicon em cima de Marrony. O argentino Maxi López converteu e deixou tudo igual no Adauto Moraes. Nos minutos finais, o Cancão tentou de todas as formas, mas o gol salvador não saiu. Deixa a competição de cabeça erguida.

 

FICHA TÉCNICA

 

JUAZEIRENSE

Douglas Pires; Ewerton (Maicon), Emílio, Emerson e Wallace; Waguinho, Patrik e e Rogerinho (Kattê); Hugo (Jacó), Gustavo Balotelli e Nino Guerreiro. Técnico: Aroldo Moreira

VASCO

Fernando Miguel; Raúl Cáceres, Werley, Leandro Castán e Danilo Barcelos; Andrey, Lucas Mineiro, Marrony e Bruno César (Thiago Galhardo); Maxi López e Yan Sasse (Yago Pikachu). Técnico: Alberto Valentim.

ESTÁDIO: Adauto Moraes, em Juazeiro.

GOLS: Yan Sasse, aos 12 minutos do 1º tempo; Gustavo Balotelli, aos 5 e Nino Guerreiro, aos 32 minutos do 2ª tempo; Maxi López, aos 45 minutos do 2ª tempo.

CARTÃO AMARELO: Douglas Pires, Emílio e Gustavo Balotelli (Juazeirense); Leandro Cástan e Bruno César (Vasco).

ARBITRAGEM: Rafael Traci, auxiliado por Ivan Bohn e Jefferson da Silva.

TAGS: juazeirense, vasco, copa do brasil